Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Afeganistão. “Não foram tidas em conta todas as eventualidades”, diz o Papa

31 ago, 2021 - 10:00 • Lusa

Francisco espera que “o diálogo e a solidariedade alcancem uma coexistência pacífica” no Afeganistão e já apelou aos cristãos que “intensifiquem a oração”. Ontem, saiu o último avião norte-americano de Cabul.

A+ / A-

Veja também:



O Papa Francisco considerou, numa entrevista à rádio espanhola COPE, que “nem todas as eventualidades foram tidas em conta” relativamente à saída das tropas dos Estados Unidos e aliados do Afeganistão.

Num excerto de uma entrevista que será divulgada na quarta-feira e quando questionado se a população foi deixada “por conta própria” no Afeganistão, Francisco disse que não quer fazer julgamentos, mas afirma que “não foram tidas em conta todas as eventualidades”.

O Papa Francisco já fez dois apelos após a oração dominical do Angelus sobre o Afeganistão e no último, em 29 de agosto, expressou a sua preocupação com a situação no país e pediu “para continuarem a ajudar os mais necessitados”.

Francisco manifestou também o seu desejo de que “o diálogo e a solidariedade alcancem uma coexistência pacífica no país” e exortou os cristãos a “intensificar a oração e praticar o jejum”.

Acompanho a situação no Afeganistão com grande preocupação e partilho o sofrimento daqueles que choram pelas pessoas que perderam as suas vidas nos atentados suicidas de quinta-feira passada e daqueles que procuram ajuda e proteção”, disse Francisco na Praça de São Pedro, durante a oração dominical do Angelus.

Anteriormente, no dia 15 de agosto, o Papa também pediu a abertura de um diálogo para que a população possa voltar a viver em paz.

Papa pede solidariedade pelo Afeganistão. "Como cristãos, esta situação envolve-nos"
Papa pede solidariedade pelo Afeganistão. "Como cristãos, esta situação envolve-nos"

Os talibãs conquistaram Cabul em 15 de agosto, concluindo uma ofensiva iniciada em maio, quando começou a retirada das forças militares norte-americanas e da NATO, que se encontravam no país de 2001, na sequência do combate à Al-Qaeda após os atentados terroristas de 11 de setembro de 2001.

O último avião norte-americano deixou o Afeganistão na segunda-feira à noite, pondo fim a 20 anos de presença no país.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+