Tempo
|
A+ / A-

Vigília Pascal. “É possível recomeçar sempre, mesmo em tempos de pandemia”, diz o Papa

03 abr, 2021 - 19:47 • Aura Miguel

A Vigilia pascal deste sábado Santo foi celebrada na basílica de São Pedro, perante um número restrito de fiéis, devido às restrições impostas pela pandemia.

A+ / A-

“Nestes meses sombrios de pandemia, ouçamos o Senhor ressuscitado que nos convida a recomeçar, a nunca perder a esperança”, disse o Papa na vigília deste Sábado Santo.

“Aqui está o primeiro anúncio de Páscoa que gostava de vos deixar: é possível recomeçar sempre, porque há uma vida nova que Deus é capaz, independentemente de todas as nossas falhas, de fazer reiniciar em nós”. Francisco disse, na homilia, “que Deus pode construir uma obra de arte até a partir dos escombros do nosso coração; a partir mesmo dos pedaços arruinados da nossa humanidade, Deus prepara uma história nova”.

O Papa sublinhou que a fé não é um repertório do passado, porque “Jesus não é um personagem ultrapassado. Ele está vivo, aqui e agora. Caminha contigo todos os dias, na situação que estás a viver, na provação que estás a atravessar, nos sonhos que trazes dentro de ti. Abre novos caminhos onde te parece que não existem, impele-te a ir contracorrente relativamente a nostalgias e ao «já visto»”. E acrescentou: “Mesmo que tudo te pareça perdido, abre-te maravilhado à sua novidade: Ele surpreender- te-á”.

O amor de Jesus ressuscitado “é fronteiras e visita todas as situações da nossa vida”, garantiu Francisco. “Ele plantou a sua presença no coração do mundo e convida-nos também a nós a superar as barreiras, vencer os preconceitos, aproximar-nos de quem está ao nosso lado dia a dia, para redescobrir a graça do dia-a-dia”, concluiu.

A Vigilia pascal deste sábado Santo foi celebrada na basílica de São Pedro, perante um número restrito de fiéis, devido às restrições impostas pela pandemia.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+