Tempo
|
A+ / A-

Crise ciática obriga Papa a cancelar presença nas próximas celebrações

31 dez, 2020 - 11:46 • Aura Miguel

O Papa preside sempre a um “Te Deum” de ação de graças no último dia do ano e celebra missa no dia 1 de janeiro, mas tal não será possível desta vez. Francisco conduzirá apenas a recitação do Angelus a partir da Biblioteca do Palácio Apostólico.

A+ / A-

“Devido a uma dor ciática, as celebrações desta noite [quinta-feira] e de amanhã de manhã [dia 1 de janeiro], no altar da Cátedra da Basílica Vaticana, não serão presididas pelo Santo Padre Francisco”, lê-se num breve comunicado da Sala de Imprensa da Santa Sé.

Por tradição, o Papa preside sempre a um “Te Deum” de ação de graças no último dia do ano e celebra missa no dia 1 de janeiro, dedicado ao Dia Mundial da Paz. Desta vez, no entanto, o Papa não vai estar presente.

Segundo a declaração do porta-voz do Papa, Matteo Bruni, Francisco será substituído nesta quinta-feira pelo cardeal Giovanni Battista Re, decano do colégio cardinalício e, na sexta-feira, pelo cardeal Pietro Parolin, Secretário de Estado do Vaticano.

No entanto, “o Papa Francisco conduzirá, a recitação do Angelus, transmitida da Biblioteca do Palácio Apostólico, conforme previsto”.

Desde que foi eleito, Francisco queixa-se de dores ciáticas e, por diversas vezes, coxeia e precisa de se amparar, sobretudo, quando sobe ou desce degraus.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+