Tempo
|
A+ / A-

Bispos do Japão oferecem a Francisco papamóvel movido a hidrogénio

09 out, 2020 - 19:43 • Filipe d'Avillez

O novo veículo tem uma autonomia de 500 quilómetros e uma bateria que carrega em três minutos.

A+ / A-

O Papa Francisco recebeu esta semana um novo papamóvel oferecido pela Conferência Episcopal do Japão.

O carro é movido a hidrogénio, e por isso mais amigo do ambiente, e foi adaptado para as necessidades de mobilidade do Papa, segundo uma nota da Toyota, fabricante do veículo, enviada à Renascença.

Segundo a mesma nota, o Toyota Mirai tem uma autonomia de 500 quilómetros e a bateria carrega completamente em apenas três minutos. Trata-se de um de dois carros feitos especialmente para o uso do Papa durante a sua visita ao Japão em novembro do ano passado.

Francisco recebeu o carro na passada quarta-feira, na presença de um representante do episcopado japonês, do embaixador do Japão na Santa Sé e ainda de uma delegação da Toyota, chefiada pelo português Miguel Fonseca, vice-presidente Sénior da Toyota Motor Europe.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+