Tempo
|
A+ / A-

Equipas de Nossa Senhora do Norte reúnem em Bragança

03 mai, 2018 - 15:22 • Olímpia Mairos

Quase uma centena de casais vão refletir sobre educação e testemunho cristão às novas gerações.

A+ / A-

A cidade de Bragança acolhe, este sábado, as Jornadas da Região Norte das Equipas de Nossa Senhora (ENS). A iniciativa vai congregar 95 casais dos sectores de Alijó, Braga, Chaves, Famalicão, Guimarães, Lamego, Póvoa de Varzim e Viana do Castelo e tem como tema “Educação e testemunho cristão às novas gerações”.

O casal Joaquim e Isabel Lima é responsável pela Região Norte das ENS e também pela organização das jornadas, que pretendem ser um espaço de “reflexão e convívio”.

“Como casais católicos somos chamados a dar testemunho e a intervir na sociedade e, para isso, é importante a reflexão e a formação em grupo”, nota Joaquim Lima, apontando a “educação e a transmissão de valores” como uma das prioridades.

“São dois aspetos que muito nos preocupam, vivemos uma crise de valores e é cada vez mais difícil transmiti-los aos mais novos e até aos mais velhos, daí promovermos esta reflexão no seio do em conjunto”, acrescenta.

Numa altura em que em Portugal se fala em referendar a eutanásia e o Parlamento tem marcado um debate sobre o tema para 29 de maio, Joaquim Lima considera que “a vida não é referendável, porque é um valor absoluto”.

“A vida é um dom de Deus e, como tal, só a Ele compete decidir quando termina”, afirma o responsável da Região Norte das ENS.

Como casais católicos, unidos pelo sacramento do matrimónio, os casais das ENS mostram-se disponíveis para “intervir na sociedade, conversar e debater sobre todos os temas que tenham a ver com a melhoria da sociedade, a dignidade da pessoa humana ou a atualização dos valores”.

Atualmente, na diocese de Bragança-Miranda, que acolhe as jornadas, existem apenas duas equipas de casais inseridas no movimento das ENS. Integram o sector de Chaves e a realização do encontro na cidade de Bragança é também uma “oportunidade de evangelizar”, explica à Renascença Joaquim Lima.

Presente nas jornadas estará o bispo da diocese de Bragança-Miranda, D. José Cordeiro, que vai falar aos casais e presidir à eucaristia, com que encerra o encontro, na igreja de Nossa Senhora das Graças.

As Equipas de Nossa Senhora (ENS) são um movimento de “espiritualidade conjugal, cujo objetivo é ajudar os casais a viver o matrimónio, anunciando ao mundo os valores do casamento cristão, pela palavra e pelo testemunho de vida. São uma escola de formação para casais cristãos, unidos pelo sacramento do matrimónio”.

As equipas são constituídas por um número indicativo de 5 a 7 casais e um sacerdote, designado Conselheiro Espiritual. Reúnem-se mensalmente num encontro de oração, partilha e estudo de um tema de formação cristã, para se entreajudarem numa caminhada com Cristo.

O movimento das Equipas de Nossa Senhora está espalhado pelo mundo. Em Portugal existe há mais de 50 anos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+