Siga-nos no Whatsapp
A+ / A-

Presidente da República manifesta pesar pela morte de António-Pedro Vasconcelos

06 mar, 2024 - 11:05 • João Malheiro

Para o chefe de Estado Português, António-Pedro Vasconcelos "foi figura destacada no nosso espaço público do último meio século".

A+ / A-

O Presidente da República manifesta "o seu pesar e o seu reconhecimento" ao cineasta António-Pedro Vasconcelos, que morreu aos 84 anos.

Numa nota no site da Presidência, Marcelo Rebelo de Sousa realça que o realizador "foi um dos críticos e cineastas que prolongaram a esperança num cinema novo português, desalinhado do regime e alinhado com o cinema europeu", durante a época da ditadura.

"Homem culto, frontal, interventivo e intempestivo, gostava de literatura, da clareza e acutilância da prosa de Stendhal, dos grandes mestres do cinema clássico americano, e envolveu-se em campanhas políticas e em combates cívicos", lê-se na nota.

Para o chefe de Estado Português, António-Pedro Vasconcelos "foi figura destacada no nosso espaço público do último meio século" e recorda ainda a "antiga e grande amizade" que teve com o artista.

A morte do cineasta foi confirmada à Renascença pelo Ministério da Cultura.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+