A+ / A-

PS. Vasco Cordeiro apoia Pedro Nuno Santos nas eleições internas do PS

03 dez, 2023 - 16:20

O presidente do PS/Açores considerou que, "tendo em conta o contexto político e a situação do PS, Pedro Nuno Santos, pelas suas características pessoais e políticas, é o secretário-geral" que o partido necessita.

A+ / A-

O líder do PS/Açores anunciou, este domingo, o seu apoio a Pedro Nuno Santos nas eleições internas para secretário-geral socialista, considerando que é o candidato mais bem preparado para "impulsionar e concretizar as mudanças que o PS necessita".

"Dos três nomes que se dispuseram a entrar nessa liça, Daniel Adrião, José Luís Carneiro e Pedro Nuno Santos, o meu apoio, na minha qualidade de militante de base do PS, vai para Pedro Nuno Santos", anunciou Vasco Cordeiro numa publicação na sua conta oficial na rede social Facebook, destacando a "determinação, ambição e sentido de futuro" do antigo ministro.

O presidente do PS/Açores considerou que, "tendo em conta o contexto político e a situação do PS, Pedro Nuno Santos, pelas suas características pessoais e políticas, é o secretário-geral" que o partido necessita.

Na opinião de Vasco Cordeiro, o antigo ministro das Infraestruturas é o candidato que "melhores condições tem para impulsionar e concretizar as mudanças que o Partido Socialista necessita".

"É, na minha opinião, imperativo que se mude efetivamente alguma coisa para que não fique tudo na mesma, para que possamos seguir em frente, para que nunca mais voltemos atrás", defendeu.

O também presidente do Comité das Regiões Europeu referiu-se ainda, nesta mensagem divulgada hoje nas redes sociais, à questão das autonomias regionais, afirmando que "é entusiasmante a lucidez e a disponibilidade de Pedro Nuno Santos para trilhar um caminho de aprofundamento das autonomias que, simultaneamente, as torne, bem como ao país, mais fortes, mais coesos e menos assombrados por receios injustos e injustificados".

Às eleições diretas socialistas de 15 e 16 de dezembro apresentaram-se até agora três candidatos, o atual ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, o ex-ministro das Infraestruturas Pedro Nuno Santos e Daniel Adrião, dirigente da linha minoritária de oposição ao atual secretário-geral, António Costa.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+