Tempo
|
A+ / A-

Costa sobre a TAP. "Estamos absolutamente tranquilos e descansados"

05 jul, 2023 - 10:13 • Daniela Espírito Santo

Primeiro-ministro diz que não passou "a noite a ler o relatório" da CPI à companhia aérea. Sobre a greve dos médicos, Costa diz que pertence ao "sindicato dos portugueses".

A+ / A-

"Estamos absolutamente tranquilos e descansados", admite António Costa, ao ser abordado pelos jornalistas, esta quarta-feira, sobre as conclusões do relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito à gestão política da TAP.

Abordado em Aveiro, o primeiro-ministro fez questão de dizer que não passou "a noite a ler o relatório" e que aguarda "pelas conclusões finais".

"Verei se há consequências no final do relatório", assegura, recusando-se a comentar o que ficou ausente do mesmo e reiterando que o Governo já tem um "plano de reestruturação da TAP aprovado".

As conclusões da CPI da TAP foram conhecidos no mesmo dia em que Pedro Nuno Santos regressou ao Parlamento enredado em mediatismo, facto que Costa admite encarar "com muita naturalidade".

Quanto à greve dos médicos que afeta as consultas esta quarta-feira, o primeiro-ministro fez questão de salientar os números do Serviço Nacional de Saúde, que teve um "aumento de 56% no orçamento" desde 2016. "Também houve um aumento líquido no número de profissionais. Há mais 20 mil profissionais no SNS agora do que em 2016", reitera.

No entanto, admite que o executivo quer "melhorar e reforçar a qualidade e eficiência do sistema". Perante a greve dos médicos e as reivindicações dos sindicatos, diz: "Eu sou do Sindicato dos Portugueses".

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+