Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

OE 2023

Chumbada proposta da IL para reduzir escalões de IRS

24 nov, 2022 - 12:15 • Manuela Pires , Olímpia Mairos

No debate desta manhã do Orçamento do Estado, foi aprovada uma proposta do Livre sobre a violência contra pessoas com deficiência.

A+ / A-

A proposta da Iniciativa Liberal que pretendia reduzir os escalões de IRS voltou a ser chumbada com os votos contra de todos os partidos e a abstenção do Chega, mas motivou um aceso debate esta manhã na Assembleia da República.

O deputado Carlos Guimarães Pinto acusou o Governo, mas também o PSD de impedir a redução de impostos aos que ganham pouco mais de mil euros.

“O Estado português não pode cortar no financiamento que faz a TAP, mas o ‘mileurista’ tem que cortar na viagem que sonha o ano todo para a Ryanair”, lamentou o deputado.

O termo ‘mileurista’ é usado para referir-se a uma pessoa da geração nascida na Europa entre 1968 e 1982 com remuneração que gira em torno de mil euros por mês.

O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes, contesta a argumentação do deputado liberal, afirmando que “com as regras de IRS do Governo, um ‘mileurista’ baixou o seu imposto em 59%”.

“Por isso, sr. deputado, seguramente que terá a oportunidade de, no próximo exercício orçamental, chegar a essa mesma conclusão, como aliás todos os anos tem vindo a corrigir as suas propostas radicais. E vai-se moderando”, rematou.

No debate desta manhã do Orçamento do Estado, foi aprovada uma proposta do Livre sobre a violência contra pessoas com deficiência.

A votação final global do Orçamento do Estado está marcada para sexta-feira.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+