Tempo
|
A+ / A-

Contratos da JMJ podem continuar a ser feitos por ajuste direto

22 nov, 2022 - 16:51 • Tomás Anjinho Chagas

A medida está incluída no Orçamento do Estado para 2023.

A+ / A-

Os contratos ligados à Jornada Mundial da Juventude (JMJ) do próximo ano vão continuar a poder ser feitos por ajuste direto.

A medida está incluída no Orçamento do Estado para 2023.

Todos os contratos que estejam ligados ao evento, que vai trazer o Papa a Portugal em agosto de 2023, podem ser celebrados por ajuste direto.

Isto significa que empreitadas até aos cinco milhões de euros e serviços até aos 400 mil euros podem ser assinados sem a necessidade de concurso público.

A Jornada Mundial da Juventude decorre entre 1 e 6 de agosto do próximo ano, junto à foz do rio Trancão, no Parque das Nações.

As Câmaras de Lisboa e de Loures estão envolvidas na iniciativa, que vai trazer a Portugal centenas de milhares de jovens de todo o mundo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+