Tempo
|
A+ / A-

Energia. Marcelo saúda proposta da Comissão Europeia como “justa, inteligente e adequada”

06 out, 2022 - 17:40 • Lusa

A Comissão Europeia propôs hoje o prolongamento das ajudas estatais, para que os países europeus tenham maior margem para compensar os altos preços da energia. Aprovou também o reforço do apoio às indústrias intensivas em gás.

A+ / A-

O Presidente da República saudou hoje a proposta da Comissão Europeia na área da energia, de reforço aos apoios às empresas e prolongamento das ajudas estatais, classificando-a como “justa, inteligente e adequada”.

Marcelo Rebelo de Sousa falava no final do 17.º encontro do Grupo de Arraiolos, numa declaração à comunicação social, depois da reunião que juntou, em Malta, 12 chefes de Estado não-executivos da União Europeia.

O chefe de Estado português saudou a unidade contra a invasão da Ucrânia pela Rússia registada no encontro e sobre a reação da União Europeia (UE).

“Sublinhámos o quão vital é a resposta global da União Europeia a uma guerra global – não apenas local ou regional – e sublinhámos a unidade europeia na área da energia”, disse.

Neste ponto, o Presidente da República fez questão de saudar a proposta da Comissão Europeia hoje conhecida. “É justa, inteligente e adequada”, afirmou.

O Presidente da República português foi um dos 12 chefes de Estado que fez uma declaração à imprensa (em inglês) no final do encontro, num momento sem direito a perguntas da comunicação social.

A Comissão Europeia propôs hoje um prolongamento do quadro temporário de ajudas estatais para os Estados-membros da União Europeia (UE) terem mais margem para compensar os altos preços da energia, dada a crise acentuada pela guerra da Ucrânia.

Por outro lado, a Comissão aprovou também hoje o reforço do apoio às indústrias intensivas em gás, para 40% sobre o custo elegível, permitindo aumentar o limite de apoio de 400 mil euros para 500 mil e o alargamento à indústria transformadora agroalimentar.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+