Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Montenegro na rentrée do PSD. “Neste Governo dos despachos quem merece ser despachado é o PS"

14 ago, 2022 - 23:27 • Diogo Camilo

Na Festa do Pontal, na Quarteira, o novo líder social-democrata recebeu a bênção de Passos Coelho e aproveitou para atacar Costa, acusando-o de "confundir o próprio partido com o Estado".

A+ / A-

O líder do PSD, Luís Montenegro, acusou este domingo o PS de confundir o partido com o próprio Estado, naquela que foi a “rentrée” dos sociais-democratas, na Festa do Pontal, na Quarteira.

“Nós precisamos de saber aquilo que todos desconfiam. O Partido Socialista, que o povo quis, legitimamente, libertar do Partido Comunista e do Bloco de Esquerda, que o povo quis que tivesse maioria absoluta no Parlamento, confunde o próprio partido com o Estado. Para o PS, o Estado e o partido são uma e a mesma coisa”, afirmou Montenegro, em discurso na festa-convívio onde estiveram 1.600 pessoas.

Para o novo líder do PSD, as baterias foram apontadas ao PS e ao Governo de António Costa: “Neste Governo dos despachos quem merece ser despachado é o PS. Não há ninguém no Governo que assuma a responsabilidade.”

Montenegro disse “não ter pressa”, sabendo que o “caminho é longo” e “não será fácil”. “Vamos ter de ultrapassar muitas dificuldades. Mas viemos mesmo para ganhar as eleições e para sermos governo em Portugal”, atirou.

Num evento que também ficou marcado pela presença do antigo primeiro-ministro Pedro Passos Coelho, Montenegro antecipou-se a Costa e anunciou um programa de emergência social que já foi entregue pelo seu líder parlamentar. As medidas extraordinárias que o primeiro-ministro prometeu para setembro ainda não foram reveladas.

Antes, Passos Coelho afirmou à chegada que Montenegro "tem competência para preparar uma alternativa" ao atual Governo e que se deslocou ao Algarve "para assinalar este novo ciclo do partido", manifestando o desejo de que o esforço do atual líder do partido “de reconciliação e de união possa ser colocado ao serviço do país".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • ze
    15 ago, 2022 aldeia 08:41
    Quando há festa,comes e bebes,há sempre muita gente,mas.......na altura da votação,o psdois volta a descer e muitos militantes e simpatizantes vão votar no chega,que é o unico partido que faz oposição ao governo e agarra o boi pelos cornos,como se diz em giria popular.
  • José J C Cruz Pinto
    15 ago, 2022 ILHAVO 02:42
    Com PPC a dar a sua "bênção, e este mesmo (em nome do outro, seu parceiro de sempre) a proclamar "um novo ciclo", já se está ver quais serão as velhas "novidades"!

Destaques V+