Tempo
|
A+ / A-

Nuno Melo convoca congresso para acabar com correntes de opinião no CDS

08 jul, 2022 - 18:39 • Susana Madureira Martins

Reunião magna do partido liderado por Nuno Melo marcada para 16 de julho.

A+ / A-

O CDS-PP acaba de convocar um congresso para a próxima semana, no dia 16 de julho, um sábado. Os centristas reúnem o órgão de direção máximo em Aveiro. Ao que a Renascença apurou, o Congresso servirá para mudança dos estatutos.

Neste congresso estatutário será discutido um tema polémico: a extinção das tendências internas do CDS. Uma medida que Nuno Melo defendeu no congresso de Guimarães e que suscitou duras críticas da única corrente de opinião formalizada no partido, a TEM - Esperança em Movimento.

É sabido que o novo líder do CDS, Nuno Melo, quer também dar início ao pagamento de quotas de militantes, como forma de financiar o partido, que tem nesta altura uma grave situação de liquidez.

Fonte do partido disse ainda à Renascença que a reunião magna se realiza no Centro de Congressos de Aveiro, distrito que é tradicionalmente um bastião do CDS.

O congresso deverá ainda servir para debate político, numa antecipação ao debate do Estado da Nação, que se realiza dia 20 no Parlamento, mas sem a presença do CDS, que perdeu a sua representar na Assembleia da República nas últimas eleições legislativas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+