Tempo
|
A+ / A-

“Desinvestimento” no centro dos problemas nos serviços públicos, diz Jerónimo

27 jun, 2022 - 16:42 • Rosário Silva , com Redação

As primeiras jornadas parlamentares, desta legislatura, do Partido Comunista Português decorrem na Península de Setúbal.

A+ / A-

O secretário-geral do Partido Comunista Português (PCP), Jerónimo de Sousa, considera que “o desinvestimento” está na origem dos muitos problemas nacionais que atingem os serviços públicos.

Jerónimo de Sousa discursava na abertura das jornadas parlamentares do PCP, que começou esta segunda-feira na Península de Setúbal, com o lema “Travar o aumento dos preços, valorizar salários e pensões, promover a produção nacional”.

“Os problemas no acesso aos serviços públicos, na sua capacidade de assegurar os direitos sociais universais que lhe correspondem, tem constituído preocupações marcantes na vida nacional, nas dificuldades no Serviço Nacional de Saúde ou na escola publica, nas limitações da resposta da Segurança Social ou na falta de creches”, sublinhou o secretário-geral do PCP.

“São muito evidentes os exemplos de desinvestimento, subfinanciamento crónico e a desvalorização dos serviços públicos”, referiu, “como eixo central das opções da politica de direita”.

Antes, a líder parlamentar comunista, Paula Santos, já tinha afirmado que a Península de Setúbal foi “deixada ao abandono pelos sucessivos governos”.

Na sua intervenção de abertura, em Palmela, lembrou que a região “tem características ímpares para a promoção da produção nacional”, em diferentes áreas, mas que “o desinvestimento a que a região de Setúbal tem sido sujeita é muito prejudicial”.

Entre outros temas, a saúde é uma das temáticas centrais das primeiras Jornadas Parlamentares do partido nesta legislatura e, apontam os comunistas, a região de Setúbal é “uma das regiões onde é mais sentida a falta de profissionais de saúde”.

Como acontece habitualmente, os deputados são divididos em grupos para visitas e reuniões em vários setores de atividade, privilegiando encontros com trabalhadores, reformados e reuniões ou sessões públicas, começando, esta tarde, com contactos com os operários da empresa automóvel Autoeuropa, em Palmela.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+