Tempo
|
A+ / A-

Notícia Renascença

PSD. Paulo Rangel não vai apoiar nenhum dos candidatos à liderança

23 mai, 2022 - 13:45 • Tomás Anjinho Chagas

Paulo Rangel, eurodeputado do PSD e candidato nas últimas diretas, não vai apoiar publicamente nenhum dos dois candidatos à liderança dos social-democratas.

A+ / A-

Nem Luís Montenegro, nem Jorge Moreira da Silva. A Renascença sabe que Paulo Rangel, eurodeputado do PSD, não vai apoiar nenhum dos dois candidatos publicamente.

Depois de fazer frente a Rui Rio em dezembro de 2021, ao ser candidato nas últimas diretas à presidência do PSD, o social-democrata vai optar por não se pronunciar sobre de que lado da barricada está.

Em março, Paulo Rangel revelou, em entrevista à Renascença que não seria candidato nestas eleições diretas, apesar de considerar que "existia" o "espaço para avançar". Na altura, o eurodeputado do PSD relembrou que tinha sido candidato há menos de cinco meses e que, por isso, entendeu que não faria sentido voltar a sê-lo.

Nessa entrevista, Paulo Rangel disse que os desaires não seriam a razão para não entrar na corrida. "Não sou uma pessoa que me deixe abater com derrotas", assegurou o próprio depois ter perdido para Rui Rio por cerca de mil votos.

Também em março, o eurodeputado do PSD rejeitou apoiar um "proto-candidato", já que nessa altura ainda não se sabia quem seriam as caras que iriam a votos. Mas a Renascença sabe que agora, que já se sabe que Luís Montenegro e Jorge Moreira da Silva são as duas opções para liderar o PSD nos próximos dois anos, Paulo Rangel também não vai dar a cara por nenhum deles.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+