Tempo
|
A+ / A-

OE2022

Chumbada proposta do PSD para aumento de 4% na Função Pública

23 mai, 2022 - 18:44 • Ricardo Vieira

Na votação do Orçamento na especialidade. também foi rejeitada uma proposta do PCP de integração de trabalhadores precários nos respetivos serviços públicos.

A+ / A-

A proposta do PSD, para aumentar os salários dos funcionários públicos em 4%, foi esta segunda-feira rejeitada na votação, na especialidade, da proposta de Orçamento do Estado para 2022 (OE2022).

A medida recebeu o voto contra da maioria socialista e da Iniciativa Liberal e a abstenção do PCP. As restantes bancadas votaram a favor.

Também foi chumbada uma proposta do PCP de integração de trabalhadores precários nos respetivos serviços públicos.

Numa intervenção antes da votação, o deputado do PSD Duarte Pacheco acusou o Governo de manter uma estratégia de insensibilidade social e de cometer uma injustiça atroz contra funcionários públicos e privados.

“O Governo demonstra uma insensibilidade completa com o sofrimento das portuguesas e dos portugueses”.

O deputado social-democrata critica o aumento dos “funcionários públicos em menos de 1%, menos de 1%,” e diz que “se houver alguns privados que possam ter mais sensibilidade social que o Governo e resolvam aumentar, e dar um aumento extraordinário aos seus colaboradores, o Governo resolve não atualizar os escalões de IRS para que esse aumento seja absorvido pelos cofres do doutor Medina e fiquem no do Estado”.

“Isto é inqualificável”, caracterizou o deputado.

No dia em que arrancam as votações na especialidade do OE 2022, o PS garantiu que irá aprovar propostas das oposições.

A garantia foi deixada pela voz da deputada socialista Jamila Madeira que, no entanto, deixa o aviso que se mantém as regras das contas certas.

“Podemos desde já dizer que aprovaremos propostas deste amplo espectro político e, com isso acreditamos ajudar, acreditamos continuar a ajudar a reforçar a voz deste orçamento, sem nunca, mas sem nunca pôr em causa a estabilidade orçamental, nem pôr em causa o princípio das boas contas públicas, das contas certas”, avisou.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Gozando
    23 mai, 2022 Com isto tudo 18:51
    Votaram neles (PS)- embora todas as pessoas com quem eu falo, digam "nem pensar!" , se calhar foram os Marcianos que votaram - agora aguentem-se à bronca. Há Legislativas daqui a 4, 5 anos.

Destaques V+