Tempo
|
A+ / A-

Deputado do PSD admite que partido pode avançar com proposta para Lei da Eutanásia

04 mai, 2022 - 19:22 • Redação

Esta semana, o PS deixou cair a expressão "doença fatal" do projeto de lei para a morte medicamente assistida.

A+ / A-

O deputado do PSD Paulo Moniz admite que o partido possa avançar com uma proposta de Lei da Eutanásia.

"Vamos avaliar. Posso garantir que o PSD terá sempre uma palavra nesta que é uma matéria central para todos os portugueses", afirmou, à Renascença, no programa Casa Comum desta quarta-feira.

Esta semana, o PS deixou cair a expressão "doença fatal" do projeto de lei para a morte medicamente assistida.

Paulo Moniz prefere esperar até ter acesso ao documento integral, antes de avaliar a retirada desta expressão.

"É sempre perigoso com uma ou outra palavra descontextualizada podermos emitir uma opinião. O PSD irá, em consciência, fazer a sua avaliação", indicou o deputado social-democrata.

Também no Casa Comum desta quarta-feira, o o secretário-geral adjunto do PS, João Torres, referiu que o partido está aberto a uma convergência e ajuste ao novo projeto lei que será apresentado "dentro do que é possível".

OuvirPausa
Casa Comum - ouça o programa na íntegra
Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+