Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

25 de Abril

Rui Rio. "A solução para os extremismos está em nós próprios"

25 abr, 2022 - 11:04 • Ricardo Vieira com Lusa

É o último discurso de Rui Rio enquanto líder do PSD, na sessão solene do 25 de Abril.

A+ / A-

"A solução para os extremismos está em nós próprios", declarou o líder do PSD, Rui Rio, nas comemorações do 25 de Abril na Assembleia da República.

Rui Rio aproveitou o seu discurso, o último que faz nesta ocasião enquanto líder dos social-democratas, para alertar para as "novas forças extremistas que procuram saciar impulsos emotivos de quem está mais fragilizado", num contexto de crise internacional.

O líder do PSD defende que "a solução não são absurdos cordões sanitários. A solução está em nós próprios, em romper com tudo aquilo que não funciona de acordo com a lógica do interesse coletivo".

O presidente do PSD defendeu ainda que o discurso no 25 de Abril deve ser um momento de autocrítica e não apenas de "afirmações laudatórias.

"Se é justo responsabilizar a política porque ela não tem tido a coragem de fazer as reformas estruturais que o desenvolvimento do país reclama, a verdade é que a maioria do eleitorado também valoriza muito mais a promessa fácil da benesse imediata do que a realização das reformas que preparam o seu futuro", apontou.

Para Rui Rio, esta contradição "entre a necessidade dos votos para ganhar as eleições e a necessidade de responder à evolução da sociedade" é hoje mais evidente e mais preocupante.

"Ela é uma das principais razões para o descrédito em que a vida pública tem caído, porque o eleitorado que hoje escolhe o caminho mais fácil, é o povo que amanhã se queixará da ineficácia da governação que escolheu", disse, considerando que descontentamento é o principal suporto de novas forças extremistas, "que, com a sua tradicional demagogia, procuram saciar os impulsos emotivos de quem está mais fragilizado".

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+