Tempo
|
A+ / A-

"Porque é que fazem 100 vezes a mesma pergunta?" Jerónimo mantém posição face à invasão da Ucrânia

25 abr, 2022 - 17:25 • Redação

Ainda aos jornalistas, Jerónimo de Sousa lamentou que o Governo "não dá respostas e soluções em matérias sensíveis como os salários, como a contratação coletiva, como as reformas e pensões".

A+ / A-

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, perguntou aos jornalistas "porque é que fazem 100 vezes a mesma pergunta", depois de ser questionado mais uma vez, sobre a posição do partido perante a guerra na Ucrânia e a recusa em classificar como "invasão" as ações da Rússia.

O líder comunista participou no tradicional desfile do 25 de Abril, na Avenida da Liberdade, em Lisboa, e voltou a reiterar que o PCP codena a "operação militar" da Rússia, mantendo o termo que é usado pelo Kremlin para definir a ofensiva militar em território ucraniano.

"Não é uma questão semântica", acrescentou.

Ainda aos jornalistas, Jerónimo de Sousa lamentou que o Governo "não dá respostas e soluções em matérias sensíveis como os salários, como a contratação coletiva, como as reformas e pensões".

"Isto pode levar à desvalorização dos salários conseguidos com o anterior Governo e os portugueses vão reagir, naturalmente, na defesa da valorização do seu salário e dos seus direitos", garantiu, aos jornalistas.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+