Tempo
|
A+ / A-

Governo apresenta Orçamento na quarta-feira, às 14h30

12 abr, 2022 - 17:46 • Ricardo Vieira

O Conselho de Ministros aprovou esta terça-feira a proposta de Orçamento do Estado para 2022, a primeira do ministro Fernando Medina.

A+ / A-

O Governo vai apresentar a nova proposta de Orçamento do Orçamento para 2022 (OE2022) na quarta-feira, às 14h30, avança o Ministério das Finanças.

A conferência de imprensa de apresentação da proposta de Orçamento vai decorrer no Salão Nobre do Ministério das Finanças.

O Conselho de Ministros aprovou esta terça-feira a proposta de Orçamento do Estado para 2022, a primeira do ministro Fernando Medina.

O documento será entregue ao presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva, na quarta-feira.

A proposta, que foi apresentada na segunda-feira no parlamento, recebeu críticas por parte do PSD e Chega, que temem que o corte de salários signifique o regresso da austeridade, e do Bloco de Esquerda e PCP, que afirmaram que o documento não responde às necessidade dos trabalhadores, por os salários não acompanharem a subida dos preços dos produtos.

Já a Iniciativa Liberal levantou o véu e divulgou que o Governo estima que a inflação fique "à volta dos 4%", muito acima dos 2,9% previstos no programa de estabilidade, e que, apesar disso e do cenário macroeconómico "muito diferente" que se vive, o objetivo do défice no Orçamento do Estado em 1,9% mantém-se.

Durante a tarde, o rascunho do OE2022 foi apresentado a parceiros sociais, que apontam que a proposta está demasiado focada no défice e menos no crescimento económico.

O comunicado do Conselho de Ministros desta terça-feira indica ainda que foi prolongada a situação de alerta, no âmbito da pandemia da doença Covid-19, até às 23:59h do dia 22 de abril de 2022, com as medidas em vigor a manterem-se inalteradas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+