Tempo
|
A+ / A-

Augusto Santos Silva

MNE alvo de ciberataque. Informação confidencial "não está comprometida", garante ministro

23 fev, 2022 - 23:08 • Redação

Intrusão na rede informática do MNE foi detetada pelo Serviço de Informações de Segurança durante uma monitorização de rotina. Santos Silva não comenta questões de cibersegurança, mas assegura que foi feito "um investimento muito forte para robustecer as redes informáticas".

A+ / A-

O ministro dos Negócios Estrangeiros assegura que não há informação confidencial comprometida, na sequência do ciberataque contra o ministério dos Negócios Estrangeiros.

Em entrevista, esta quarta-feira à noite, na TVI, Augusto Santos Silva não fez comentários públicos sobre cibersegurança, mas referiu que o ministério está a fazer "um investimento muito forte para robustecer as redes informáticas".

A notícia do ataque informático foi, inicialmente, avançada pela revista Sábado que não identifica a origem do ataque mas adianta que, desde sexta-feira, os funcionários e diplomatas do Palácio das Necessidades têm sentido grandes dificuldades no acesso ao correio eletrónico.

Esta intrusão na rede informática do MNE foi detetada pelo Serviço de Informações de Segurança (SIS) durante uma monitorização de rotina.

Questionado sobre os riscos deste ataque para a confidencialidade da informação classificada, Santos Silva assegura que a mesma "não está comprometida" e reconhece que "o ministério dos Negócios Estrangeiros português, como vários outros em todo o mundo, são sujeitos a tentativas de intrusão que nós vamos repelindo".

A Polícia Judiciária já está a investigar o caso.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+