Tempo
|
A+ / A-

Legislativas 2022

BE diz que "estratégia de chantagem" do PS ajudou a criar voto útil à esquerda

30 jan, 2022 - 20:22 • Inês Braga Sampaio

O líder parlamentar bloquista, Pedro Filipe Soares, critica "ajuda de uma polarização forçada" que terá levado o PS à vitória.

A+ / A-

Veja também:


O Bloco de Esquerda (BE) considera que a "chantagem" do PS ajudou a criar um voto útil à esquerda e permitir a vitória do partido de António Costa.

Numa reação inicial às primeira previsões eleitorais, segundo as quais o BE fica em quinto, atrás de Chega e Iniciativa Liberal, o líder parlamentar dos bloquistas, Pedro Filipe Soares, apontou o dedo ao PS.

"Iniciámos esta crise política com base numa chantagem ao país criada pelo PS tendo por pressuposto um Orçamento do Estado e o seu chumbo. (...) Sabíamos há muito tempo que esta noite seria longa e assim acontecerá, não temos outra expectativa. No entanto, percebemos que a estratégia do PS de chantagem para o país parece ter tido algum sucesso, com, também, uma ajuda, que não é despicienda, de uma polarização forçada, criada ao longo das últimas semanas e que, aparentemente, teve sucesso na criação do voto útil à esquerda", assinalou.

Pedro Filipe Soares sublinhou que os desafios para o país serão "ainda mais exigentes no futuro" e garantiu que o BE não vira a cara à luta.

"O Bloco de Esquerda cá estará para as lutas fundamentais do país no trabalho, na Saúde, na Educação, naquilo que nos une enquanto país e nos desafios que hoje, sendo maiores, não nos fazem esmorecer. O BE sempre teve uma capacidade de enfrentar os momentos mais difíceis e nunca faltou ao país. Caminhando se faz o caminho", assegurou.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+