Tempo
|
A+ / A-

IL quer transparência e "concorrência" para acabar com “remendos” na Saúde

26 jan, 2022 - 13:00 • Isabel Pacheco

Cotrim de Figueiredo quer maior “autonomia” para os hospitais e alerta que as soluções, neste momento, na Saúde são “remendos” que vão acabar por “colapsar”.

A+ / A-

Veja também:


João Cotrim de Figueiredo alerta que o país não pode esperar por nova crise para resolver os problemas da Saúde e defende a reforma do sistema que promova a “transparência” e a “concorrência”.

“Em vez de estarmos à espera de uma próxima crise que obrigue os hospitais a evoluírem, no sentido de maior autonomia e flexibilidade, assuma-se que este é um problema de sistema. Vamos à raiz do problema e introduzir sistemas transparentes que promovam a concorrência entre prestadores de saúde”, defende.

Para o líder do Iniciativa Liberal, as soluções encontradas para gerir o Serviço Nacional de Saúde durante a pandemia não resolvem os problemas dos portugueses a médio e longo prazo.

“As alternativas que se estão a encontrar neste momento acabam por ser remendos que , mais tarde ou mais cedo, vão acabar por colapsar”, alerta o líder do partido liberal.

Em ação de campanha rumo às legislativas, Cotrim de Figueiredo visitou o Hospital de Braga. A unidade, inaugurada em 2011, funcionou em regime de Parceria Público Privado até 2019, altura em que passou para a esfera pública.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+