Tempo
|
A+ / A-

Legislativas 2022

Geringonça 2.0? "Essa solução não dá confiança", diz Costa a Jerónimo

04 jan, 2022 - 21:56 • André Rodrigues , Susana Madureira Martins

No frente a frente com Jeronimo de Sousa, o líder socialista esteve quase sempre ao ataque e admitiu que a geringonça já não lhe dá confiança. Líder comunista não disse se volta a negociar com o PS. Mas abriu a porta a uma convergência à esquerda.

A+ / A-

António Costa diz não ter confiança numa reedição da solução governativa saída das legislativas de 2015.

Questionado, esta terça-feira à noite, no debate com Jerónimo de Sousa, na TVI, sobre uma possível nova ‘geringonça’, o primeiro-ministro e líder socialista sublinhou que esse não é um modelo estável de governação, no quadro da rejeição do Orçamento do Estado para este ano.

"Não sinto confiança para dizer que essa é uma solução estável. Essa solução não dá confiança.", afirmou perentoriamente na cara do líder comunista.

E acrescentou: a maioria do PS é “a solução segura e certa”

Do outro lado da mesa, o líder comunista acusou o PS de ter preferido ir para eleições, em vez de atender às exigências apresentadas no período de negociação orçamental.

Ao longo dos 25 minutos do debate, António Costa não poupou nas críticas ao PCP pelo chumbo do Orçamento do Estado para este ano e classificou o voto dos comunistas com um "ato irresponsável". E insistiu que, "agora, o país precisa é de uma maioria que dê estabilidade".

Ao que Jerónimo de Sousa contrapôs, referindo que o primeiro-ministro podia ter dito mais cedo que queria uma maioria absoluta do PS.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+