Tempo
|
A+ / A-

Diretas PSD

Rangel apela à unidade do partido para vencer as legislativas

28 nov, 2021 - 01:10 • Manuela Pires

Esta é a segunda vez que Paulo Rangel sai derrotado nas eleições à liderança do PSD e garante que para já “não antevê uma terceira candidatura”.

A+ / A-

As bandeiras do PSD que estavam encostadas às cadeiras assim ficaram, quietas. Os apoiantes que acompanharam a noite eleitoral escutaram Paulo Rangel durante pouco mais de 15 minutos a fazer um forte apelo à unidade do partido, porque as eleições legislativas são já daqui a dois meses.

“Eu estarei empenhado e todos aqueles que me apoiaram mais de perto e todos os militantes que votaram em mim estarão determinados em que o PSD possa ter uma excelente vitória em janeiro”, referiu Paulo Rangel, que disse mesmo que estará na campanha eleitoral “com todo o gosto”.

Ao longo da noite, os apoiantes de Paulo Rangel foram mostrando sinais da derrota e pouco passava das 21h30 quando a candidatura do eurodeputado reconhecia a vitória de Rui Rio.

Minutos depois, Rangel entrou na sala, apelou à unidade do partido e garantiu que tinha razão ao defender a realização das diretas antes das eleições legislativas, porque, desta forma, “Rui Rio tem agora uma liderança reforçada e essa legitimidade vai ser benéfica, porque vai ter consequências positivas para o PSD nas legislativas de janeiro”, concluiu.

Paulo Rangel não quis dizer o que falhou nesta candidatura porque não é a altura para fazer análise. Já Pedro Pinto, antigo líder da distrital de Lisboa, dizia aos jornalistas que Rui Rio diz que ganha sempre à tangente, mas ganha.

Esta é a segunda vez que Paulo Rangel sai derrotado nas eleições à liderança do PSD e garante que para já “não antevê uma terceira candidatura”.

Rui Rio acabou por vencer a maioria das distritais, 10 e ainda Madeira e Açores, aliás Rio tem a maior votação nos Açores com 77% dos votos.

O líder do partido que venceu as eleições com 52,43% dos votos ganhou ainda em Braga e no Porto, as duas maiores distritais do partido. Paulo Rangel teve 47,57% dos votos. A abstenção foi de 21%.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+