Tempo
|
A+ / A-

Prevenção da corrupção. Governo a "passo de caracol"

25 nov, 2021 - 13:28 • Marina Pimentel

Foi em abril que o Governo aprovou o pacote legislativo que incluia, entre outras medidas, a proteção de denunciantes e códigos de conduta nas grandes e médias empresas. Mas, até agora, nada se viu.

A+ / A-

O decreto que cria o Mecanismo Nacional Anticorrupção e obriga entidades privadas e públicas a criarem canais de denúncia e programas de prevenção de risco de corrupção foi aprovado há sete meses, em Conselho de Ministros, mas ainda não foi publicado.

O facto tem causado perplexidade, sobretudo, entre juristas, uma vez que estão em causa medidas que o Governo considerou na altura nucleares na prevenção da corrupção.

Questionado pela Renascença, o gabinete da ministra da Justiça garante que só agora “o diploma está em redação final”.

Francisca van Dunem justifica o atraso com “a necessidade de articular o diploma com a diretiva europeia que protege os denunciantes”. E este é mais um caso em que o atraso é notório, uma vez que o prazo de transposição da legislação europeia para o direito nacional termina no dia 17 de dezembro.

O combate à corrupção é o tema em debate no programa Em Nome da Lei, emitido na Renascença aos sábados, entre as 12h00 e as 13h00 (com repetição à meia-noite).
Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+