A+ / A-

Eleições antecipadas

Rui Rio admite "comprimir" as datas das eleições diretas do PSD

04 nov, 2021 - 21:29 • Redação

O líder do PSD aceita a decisão do Presidente da República de marcar eleições legislativas antecipadas para 30 de janeiro e recusou voltar a criticar a data.

A+ / A-

O presidente do PSD e recandidato admite que vai "tentar comprimir" os prazos das eleições diretas e do Congresso do partido para diminuir o tempo que o PS tem "a seu favor" para as legislativas de 30 de janeiro.

Em entrevista à TVI, Rio voltou a defender que para ser "como devia ser", o PSD devia estar "sem tumultos internos, todos unidos, todos focados para derrotar o PS em janeiro", e aproveitar os meses de novembro, dezembro e janeiro para essa tarefa.

"Estão a dizer que, se fizer isso, se suspende a democracia e que tenho medo de eleições. Então, vou fazer um exercício - não sei se consigo, vamos ver se consigo - de comprimir isto tudo, diretas e congresso. Se se ganhar uma ou duas semanas é tempo que tiramos ao PS a nosso favor", defende.

"Quem é que ganha com o ping-pong? O Partido Socialista", acrescenta.

Sobre a data das eleições legislativas antecipadas, o social-democrata considera que se "o Presidente decidiu, temos de seguir em frente".

"Mudei de capítulo", declara.

Mesmo assim, voltou a justificar o porquê de defender eleições para uma data mais antecipada, alertando que o país poderá só ter Orçamento do Estado para 2022, em junho.

"O Governo que tomar posse pode demorar cinco meses a fazer aprovar o OE", alerta.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+