Tempo
|
A+ / A-

Filipe Anacoreta Correia: CDS "não são pessoas", "não se confunde com personalidades"

31 out, 2021 - 13:38 • Lusa

O presidente do Conselho Nacional do CDS defendeu este domingo que, apesar de "lamentar" a desfiliação de militantes, a morte" do partido "ainda não chegou".

A+ / A-

O presidente do Conselho Nacional do CDS defendeu este domingo que, apesar de "lamentar" a desfiliação de militantes, o "CDS não são pessoas", e, "por muito que alguns queiram proclamar a morte" do partido, "esse dia ainda não chegou".

Numa conferência de imprensa na sede do partido, em Lisboa, Filipe Anacoreta Correia reagiu à desfiliação de militantes do partido, como Adolfo Mesquita Nunes ou António Pires de Lima, afirmando que "o CDS não são pessoas" e "não se confunde com personalidades ou com a dimensão que cada personalidade possa ter".

"Nós acompanhamos a notícia da sua decisão de saída do partido com pesar -- não a festejamos, lamentamos --, mas temos a certeza de que nunca um partido se confunde com essas personalidades e, bem ou mal, nós sabemos, no CDS, que o seu processo histórico foi sempre acompanhado de crises associadas a novos ciclos de liderança".

Afirmando que o partido pode "eventualmente estar a viver" um desses momentos de crise, e reconhecendo que "é sempre um momento desafiante" e "difícil", o presidente do Conselho Nacional do CDS salientou que, no passado, o partido "sempre sobreviveu a esses diferentes momentos".

"Por muito que alguns queiram proclamar a morte deste partido, há uma coisa que estou absolutamente seguro: esse dia ainda não chegou", afirmou.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+