Tempo
|
A+ / A-

CDS-PP. Presidente do Conselho Nacional admite nova reunião para ratificar decisões

29 out, 2021 - 23:27 • Lusa

E anunciou que, caso seja decidido o cancelamento do congresso, como propõe o presidente do partido, vai "propor ao Conselho Nacional que já hoje possa ser emitida convocatória para a ratificação da decisão que possa ser tomada nesta matéria, que não levante quaisquer tipo de questões de legalidade".

A+ / A-

O presidente do Conselho Nacional do CDS-PP admitiu esta sexta-feira propor aos conselheiros uma nova reunião do órgão máximo do partido entre congressos para ratificar as decisões que sejam tomadas e afastar dúvidas quanto à legalidade.

Em declarações aos jornalistas na sede do CDS-PP, em Lisboa, enquanto decorre a reunião do Conselho Nacional convocada de urgência para decidir sobre o adiamento do congresso, Filipe Anacoreta Correia afirmou que "há mecanismos" que "poderão ultrapassar qualquer tipo de questões relativamente a alegadas irregularidades".

E anunciou que, caso seja decidido o cancelamento do congresso, como propõe o presidente do partido, vai "propor ao Conselho Nacional que já hoje possa ser emitida convocatória para a ratificação da decisão que possa ser tomada nesta matéria, que não levante quaisquer tipo de questões de legalidade".

E "muito tranquilamente e serenamente assegurar que serão sempre seguidos todos os trâmites legais e institucionais".

Na sua ótica, esta é "uma forma muito simples de afastar qualquer tipo de questões" que possam ser colocadas, nomeadamente um recurso para o Tribunal Constitucional.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+