Tempo
|
A+ / A-

Rui Rio critica "assalto ao poder" do PSD

14 out, 2021 - 21:07 • Redação

O líder social-democrata lamentou que o PSD "tenha chegado a este estado" e acusa os opositores internos de estarem a colocar "os seus interesses pessoais à frente dos do partido e dos do país".

A+ / A-

Rui Rio criticou esta quinta-feira o que diz ser "um assalto ao poder" por parte dos seus opositores internos, agora que o PSD "está a crescer".

Em declarações recolhidas pela Renascença à entrada do Conselho Nacional do PSD, que se realiza esta noite, o atual líder social-democrata apontou que "depois de uma vitória política nas Autárquicas", os seus críticos, num espaço de 15 dias, querem "tentar destruir tudo o que o partido conseguiu".

O eurodeputado Paulo Rangel vai anunciar esta quinta-feira à noite que será candidato à liderança do partido, independentemente da data em que se realizarem as eleições diretas, confirmou à Renascença fonte próxima do antigo líder parlamentar.

Rui Rio lamentou ainda que o PSD "tenha chegado a este estado".

"Estão a colocar os seus interesses pessoais à frente dos interesses do partido e, mais importante, do país", afirmou.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+