Tempo
|
A+ / A-

OE 2022

"Vai ser bom". Orçamento do Estado fica "fechado hoje", assegura o primeiro-ministro

08 out, 2021 - 21:37 • Lusa

António Costa assegura que o Orçamento do Estado vai dar uma “particular atenção” quer à classe média, quer às novas gerações.

A+ / A-

O primeiro-ministro, António Costa, garantiu que o Orçamento de Estado para 2022 fica “fechado” esta sexta-feira e que vai ser bom para o país, dando uma “atenção muito particular” à classe média e às novas gerações.

“Vamos ter hoje um bom orçamento que entrará na segunda-feira na Assembleia da República”, afirmou Costa aos jornalistas, à margem de uma visita oficial à exposição "Joan Miró: Signos e Figuração" na Fundação de Serralves, no Porto.

Segundo o governante, o documento vai ser um bom contributo para o crescimento e para a recuperação da economia, algo que é absolutamente fundamental.

Além disso, acrescentou, o Orçamento de Estado vai dar uma “particular atenção” quer à classe média, quer às novas gerações.

Questionado sobre a existência de dificuldades na elaboração do orçamento, o primeiro-ministro lembrou que este é sempre um processo delicado, sendo “particularmente delicado” num momento em que o país está a sair de uma grande crise económica.

“É um processo que é sempre delicado, como é evidente, particularmente delicado num momento em que saímos de uma situação tão difícil como uma grande crise económica, uma grande quebra da receita com um grande aumento das despesas”, vincou.

Perentório em dizer que o documento fica fechado esta sexta-feira, António Costa recordou que, depois, será objeto de debate na Assembleia da República onde há de ser melhorado com a intervenção dos diferentes partidos políticos e as contribuições de cada um.

[notícia atualizada às 22h07]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+