Tempo
|
A+ / A-

Autárquicas

Rui Rio de Rolls Royce critica Governo e Câmara do Porto

19 set, 2021 - 14:27 • Paula Caeiro Varela Lusa

Vladimiro Feliz, o candidato do PSD à Câmara, quer trazer o Circuito da Boavista de volta para a cidade, mas numa versão carbono zero.

A+ / A-

Rui Rio acusa o governo de deixar o Porto para trás e o atual presidente da câmara, Rui Moreira de não ter força para inverter essa situação.

O líder do PSD andou esta manhã às voltas de carro pela cidade, juntando-se ao candidato à câmara, Vladimiro Feliz, e a uma iniciativa que lhes é cara, um passeio de automóveis clássicos.

O candidato promete que, se o PSD ganhar a autarquia, trará de volta o Circuito da Boavista.

Na chegada, à boleia de um Rolls Royce, o presidente social-democrata não poupou críticas ao atual autarca, Rui Moreira, que deixou de apoiar este e outros eventos.

Rui Moreira foi o alvo, mas também o Governo, que não se interessa pelo Porto, diz Rui Rio. Um dos exemplos foi a TAP, que o líder do PSD considera que abandonou a cidade invicta, sem que a autarquia consiga impor a sua vontade.

“O Porto tem perdido, tem perdido uma câmara que não é eficaz, mas tem perdido também por um Governo que não é eficaz, que é centralista. Por exemplo a TAP – que abandonou já o país, diga-se de passagem, só aparece cá para receber os impostos – abandonou o aeroporto Sá Carneiro, o Governo não se interessa por isso e a Câmara não tem força política para se impor a um Governo que deixa o Porto para trás”.

O passeio de automóveis clássicos foi o pretexto para esta iniciativa de campanha, em que o candidato Vladimiro Feliz prometeu trazer de volta o circuito da Boavista, mas num modelo sustentável e sem emissões de carbono: “Temos aqui também medidas sustentáveis, com emissões zero, que é o que vai ser a base do nosso modelo para o novo Circuito da Boavista, um evento carbono zero, livre de plástico. É esse o nosso compromisso com a cidade”.

Uma promessa entre muitas críticas deixadas à ao atual edil portuense, Rui Moreira, com Rui Rio a pedir de novo aos eleitores que mostrem o seu descontentamento no próximo dia 26, deixando ao Governo do PS um “aviso à navegação”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+