Tempo
|
A+ / A-

Congresso do PS

Mariana Vieira da Silva. “Só o PS garante que as ameaças xenófobas não chegam ao lugar central da nossa democracia”

28 ago, 2021 - 16:30 • Eunice Lourenço

Mariana Vieira da Silva defendeu moção de António Costa, reafirmou debate da regionalização para 2024.

A+ / A-

Só o PS no Governo e nas autarquias garante que as ameaças populistas e xenófobas que muito nos ameaçam e com quem alguns querem colaborar não chegam ao lugar central da nossa democracia e ficam onde deviam estar” – foi assim, sem referências diretas ao PSD e ao Chega, mas com tudo isso subentendido, que Mariana Vieira da Silva, ministra de Estado e da Presidência, marcou o seu discurso no congresso do PS.

Mariana Vieira da Silva, que neste momento é também a chefe de Governo em exercício, tomou a palavra como representante e autora da moção de estratégia global de António Costa e foi, nessa qualidade, a primeira dos quatro eventuais candidatos de futuro à liderança do PS a falar ao congresso,

Nessa qualidade de porta-voz da moção do líder, fez um discurso de grande responsabilização dos autarcas pelo futuro, incluindo nessa recusa das “ameaças populistas e xenófobas”. Recorde-se que Rui Rio, o presidente do PSD, recusou alianças pré-eleitorais autárquicas com o Chega, mas fez um acordo nos Açores. E, em entrevista à Renascença, o presidente dos autarcas sociais-democrastas, Hélder Silva, defendeu que devem ser possíveis alianças autárquicas pós-eleitorais com o partido liderado por André Ventura.

Para além de dizer que só o PS pode afastar o populismo e a xenofobia do poder, Mariana Silva da Silva defende que só os socialistas são “tolerantes com as diferenças” e têm condições para liderar a construção do futuro. “O PS é o único partido que não está preso ao passado, que tem condições para um diálogo construtivo com todos os setores da sociedade”, afirmou a ministra, que também colocou nos candidatos autárquicos do PS a responsabilidade por essa construção de um Portugal moderno e tolerante.

“Os candidatos autárquicos do PS são os únicos que estão em condições para prosseguir esta agenda de modernidade”, disse Mariana Vieira da Silva, que também atribuiu aos autarcas um importante papel no acolhimento de refugiados afegãos.

Apesar dessa responsabilização dos autarcas, Mariana Vieira da Silva continuou a remeter para 2024 o lançamento do debate sobre a regionalização. Isto apesar de várias vozes já terem chegado ao microfone a pedir que esse processo seja acelerado. Foi o caso do presidente dos autarcas do PS, Rui Santos, que já tinha defendido o mesmo em entrevista à Renascença.

O mesmo pediu a autarca de Portimao, Isilda Gomes, e o presidente da Federação do PS, Luís Graça, que aliás associou o processo de regionalização à manutenção de António Costa na liderança do PS. “Se é em 2024, então em 2023 António Costa terá de suceder a António Costa”, disse Luis Graça no seu discurso ao congresso. Recorde-se que António Costa disse, em entrevista ao Expresso, que só em 2023 decide se se recandidata a secretário-geral do PS.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Tomas Carmo
    30 ago, 2021 Amora 00:11
    Parece que o PS se tornou no novo BE, quer dizer são ambos socialistas com tiques daqueles ao gosto soviético mas com estas personagens nepoticas parece saído de um comício bloquista.
  • Amilcar Costa
    29 ago, 2021 Lisboa 11:06
    Quem Quiser Refugiados Afegãos que os Levem pra Casa das "Marianas Vieiras das Silvas" PORQUE Ninguém Perguntou aos Portugueses Se Querem Mais "Refugiados" e Qual é a Garantia que Nos Dão Em como não são Assassinos e Terroristas Disfarçados de "Tradutores"?!
  • Americo Anastacio
    28 ago, 2021 Leiria 16:46
    Como ? Minha senhora tenha calma. Sabemos o que o sr. Costa anda a "manobrar" para a sua sucessão. Carisma não se herda por sucessão. Nasce-se com ele ou não.

Destaques V+