Tempo
|
A+ / A-

PSD decide não sancionar Rui Rio e advertir Adão Silva

25 mai, 2021 - 07:38 • Lusa

Conselho de Jurisdição Nacional esteve reunido na noite de segunda-feira.

A+ / A-

O Conselho de Jurisdição Nacional (CJN) do PSD decidiu não aplicar qualquer sanção ao presidente do partido, apesar de considerar que Rui Rio violou os estatutos.

De acordo com fontes deste órgão, considerado o 'tribunal' do partido, a decisão de 'dispensa de pena' ao líder do partido devido a "circunstâncias atenuantes" foi aprovada por cinco votos a favor e quatro contra.

O CJN decidiu ainda aplicar ao líder parlamentar do PSD Adão Silva uma advertência, a sanção mais leve prevista nos estatutos, decisão aprovada por cinco votos a favor, três contra e uma abstenção.

Esta decisão surge na sequência de uma queixa de um militante do partido contra Rui Rio e Adão Silva, acusando-os de não terem dado cumprimento a uma moção setorial aprovada em Congresso e que defendia um referendo sobre a eutanásia.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+