Tempo
|
A+ / A-

Livre adia decisão de retirada de confiança a Joacine Katar Moreira

18 jan, 2020 - 14:13

Solução de entregar a decisão à próxima direção venceu por apenas mais dois votos.

A+ / A-

O congresso do Livre decidiu adiar a decisão de retirar a confiança política à deputada Joacine Katar Moreira. Assim, serão já os novos órgãos do partido - que serão eleitos amanhã - a tomar a decisão.

Em cima da mesa estavam duas hipóteses: ou decidir já neste congresso ou passar o processo para os próximos órgãos sociais.

Ganhou a hipótese que delega a decisão para os próximos órgãos do partido - uma proposta que teve o apoio da própria Joacine Katar Moreira, Ricardo Sá Fernandes e Rui Tavares.

"Os próximos órgãos saberão concluir - não prolongar nem arrastar - esta decisão. Porque o Livre tem o dever de defender os seus princípios com firmeza e tem o direito de sentir a sua consciência tranquila por ter feito essa defesa de princípios da forma mais justa, mais democrática, mais transparente e também mais humana, para todas as pessoas envolvidas nesta questão", disse Rui Tavares no Congresso

"Tenham vergonha!". O momento em que Joacine se exalta contra liderança do Livre
"Tenham vergonha!". O momento em que Joacine se exalta contra liderança do Livre

A solução de entregar o problema à próxima direção venceu com 52 votos - mais dois de que a hipótese de decidir a questão neste sábado.

O Livre está reunido este fim de semana, no IX Congresso, em Lisboa. No centro da atenção mediática estava a moção que propunha a retirada da confiança política à deputada que o partido elegeu nesta legislatura. Após a eleição, foram vários os casos queevidenciaram alguma falta de comunicação entre a deputada eleita e a direção do partido.

Este sábado, no congresso, a deputada exaltou-se e acusou a direção do Livre de mentir e de produzir um relatório repleto de "mentiras e omissões".

[Em atualização]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • 18 jan, 2020 14:42
    Renato ! Acabei de escutar o video " da joacine"afinal os gagos zangados nao gagueijam!

Destaques V+