Tempo
|
A+ / A-

VOX no PPE? "Nuno Melo não disse isso"

06 mai, 2019 - 10:16 • Redação

Assunção Cristas sai em defesa do seu eurodeputado sobre a polémica em torno do partido espanhol descrito por muitos como sendo de extrema direita.

A+ / A-

Veja também:


A líder do CDS, Assunção Cristas, diz que Nuno Melo nunca defendeu a entrada do partido radical espanhol Vox no grupo do Partido Popular Europeu (PPE).

“Nuno Melo não disse isso. Nuno Melo disse que o Vox poderia pedir a adesão, o que não significa que o PPE a venha a dar e eu creio que não a deve dar”, começou por afirmar em entrevista à Renascença, esta segunda-feira.

“Não faz sentido um partido como o Vox estar no PPE”, defendeu Assunção Cristas.

O esclarecimento surge depois de Nuno Melo, o único eurodeputado eleito pelo CDS, ter afirmado, há pouco mais de uma semana, que o Vox não era um partido de extrema-direita e que “defende muito o que defende o PP e muito o que defende o PSOE”.

“É um partido europeísta”, disse Nuno Melo, pedindo às pessoas que não se fiquem “pelos títulos, nem pelos rótulos” e “leiam o programa do Vox”.

Na opinião do representante do CDS no hemiciclo de Estrasburgo, “o Vox estará para o Partido Popular [espanhol] como a Aliança está para o PSD”, referindo-se, nesta entrevista à agência Lusa, à recém-formada Aliança de Pedro Santana Lopes, que considera "uma dissidência" do PSD.

Esta segunda-feira, reconhecendo que a semana que passou não foi fácil no meio de tantas polémicas envolvendo o CDS, Assunção Cristas vem dizer que o CDS tem “as ideias bem claras e sabe muito bem onde está: na direita democrática, respeitadora dos valores e do humanismo”.

“O CDS foi o primeiro partido do nosso espectro eleitoral a manifestar-se contra o Fidesz, da Hungria, e a iniciar um processo com vista à suspensão ou expulsão mesmo”, recorda a líder centrista.

O Vox é um partido espanhol fundado em dezembro de 2013 por antigos militantes do Partido Popular. Tem sido descrito como um partido de direita, populista e radical.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+