Tempo
|
A+ / A-

Lei de Bases da Saúde pode chegar ao Parlamento até segunda-feira

11 dez, 2018 - 17:57 • Lusa

A garantia foi deixada pelo primeiro-ministro durante o debate quinzenal na Assembleia da República.

A+ / A-

A proposta de Lei de Bases da Saúde será apreciada em Conselho de Ministros, na quinta-feira e deverá dar entrada no Parlamento entre esta semana e a próxima, avança o primeiro-ministro.

"Quanto à Lei de Bases da Saúde, como tinha dito, até ao final do ano entraria [no Parlamento]. Como irá ao Conselho de Ministros na próxima quinta-feira, antecipo que entre sexta e segunda-feira possa dar entrada na Assembleia da República para cumprirmos o prazo que tínhamos estabelecido", afirmou António Costa.

O líder do executivo respondia a uma interpelação do Bloco de Esquerda (BE), durante o debate quinzenal que decorreu na Assembleia da República.

Antes, a coordenadora nacional bloquista, Catarina Martins, tinha lembrado que "há quase um ano o Governo prometeu uma proposta de Lei de Bases da Saúde" e que o documento entregue pelo BE está no parlamento desde junho, na comissão de especialidade.

"Quando é que o Governo apresenta a sua proposta, quando é que vamos avançar", questionou.

Perante os deputados, o primeiro-ministro explicou que "é uma lei que assenta em quatro eixos fundamentais".

O primeiro eixo prende-se com a "adaptação ao século XXI, aquilo que são as inovações tecnológicas, aquilo que são as novas tendências demográficas, aquilo que são as novas formas de prestação de cuidados".

"Em segundo lugar, a clarificação entre aquilo que deve ser considerado do setor público, do setor privado e do setor social", e, em "terceiro lugar, a centralidade nas pessoas e nos resultados em saúde para cada uma das pessoas", continuou António Costa.

Quanto ao último pilar da proposta prender-se-á com "o reforço do investimento em inovação e investigação, que são essenciais à melhoria da qualidade de saúde futura", garantiu.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+