Tempo
|
A+ / A-

"Caso encerrado". Costa confia nos secretários de Estado que viajaram com a Galp

10 ago, 2016 - 02:03

"Por natureza, todos os membros do Governo têm permanentemente os lugares à disposição do primeiro-ministro. Se estão em funções, é porque têm a confiança do primeiro-ministro", disse António Costa.

A+ / A-

O primeiro-ministro considera que o caso das viagens de membros do Governo pagas pela Galp para assistir a jogos do europeu de futebol está "devidamente encerrado", garantindo que esses membros do executivo têm a sua confiança.

"É um assunto que é encerrado, o senhor primeiro-ministro em exercício [o ministro dos Negócios Estrangeiros] já teve oportunidade de dizer da parte do Governo o que tinha a dizer e as medidas que foram adoptadas e que vão ser adoptadas e, para mim, é um assunto que está devidamente encerrado", afirmou esta terça-feira o primeiro-ministro, quando questionado sobre o caso que envolveu os secretários de Estado dos Assuntos Fiscais, Fernando Rocha Andrade, da Indústria, João Vasconcelos, e da Internacionalização, Jorge Costa Oliveira.

António Costa, que falava aos jornalistas no final de uma reunião na Autoridade Nacional de Protecção Civil, em Carnaxide, Oeiras, foi ainda interrogado se mantém a confiança política nos três secretários de Estado, respondendo que, "se estão em funções, é porque têm a confiança do primeiro-ministro".

"Por natureza, todos os membros do Governo têm permanentemente os lugares à disposição do primeiro-ministro, se estão em funções é porque têm a confiança do primeiro-ministro", vincou.

Na semana passada, quando António Costa estava de férias, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, tinha dito que o caso das viagens de membros do Governo pagas pela Galp para assistir a jogos do europeu de futebol ficava "encerrado" com o reembolso das despesas efectuadas por um dos patrocinadores oficiais da selecção.

"Tendo suscitado dúvidas na opinião pública, os senhores secretários de Estado fizeram questão de assegurar o reembolso de quaisquer despesas em que o patrocinador tenha incorrido por motivo da sua participação nessa iniciativa de apoio público. Ao fazê-lo, do ponto de vista do Governo, o caso fica encerrado", afirmou.

Na altura, o ministro dos Negócios Estrangeiros anunciou também que o Conselho de Ministros aprovará este Verão um código de conduta que vincule os membros do Governo e altos dirigentes da administração pública sob tutela do executivo.

Esse código de conduta, adiantou, deverá densificar a norma actual da lei, "de forma a que ela se torne taxativa e, portanto, em relação à qual o seu cumprimento não ofereça quaisquer dúvidas".

A actual lei diz que, havendo uma proibição geral de aceitação ou entrega de ofertas, "há gestos de cortesia que são aceitáveis por razões que têm a ver com os usos e costumes ou com a adequação social", lembrou o ministro.

Tópicos
Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • zé dólhão
    12 jul, 2017 óbidos 23:39
    Os maiores desvios para as ofshores, foram na maioria feitos por indivíduos do PSD, fugas ao fisco e a segurança social. Não é preciso mais.
  • Dias
    14 ago, 2016 Lx 20:00
    Ele tem razão à boa maneira socialista o problema está resolvido, não esqueçam que eles pagaram (depois da bronca) as viagens, o carácter deles ficou bem definido, com dinheiro até a integridade moral se paga. Viva o M´ Costa
  • graciano
    13 ago, 2016 alemanha 14:40
    a democracia ou a ditadura ps be pcp um 1 ministro que nao ganhou as eleicoes 3 partidos a apoiarem um programa de governo com o qual dizem nao concordar sera isto democracia ou ditadura
  • a
    12 ago, 2016 a 18:19
    Já dizia um PS qualquer: "quem se mete com o PS, leva!" É bem feito, e a procissão ainda vai no adro!
  • aa
    11 ago, 2016 aa 14:17
    Que se pode dizer?... é a trafulhice no seu esplendor!
  • ver para crer!
    10 ago, 2016 Santarém 22:55
    Aqui está a verdade da ética tão badalada pelos chefes da geringonça enquanto estavam na oposição.
  • Dr Xico
    10 ago, 2016 Lisboa 15:58
    Costa perdeu - A OPORTUNIDADE. de fazer a diferença dos outros governos, de não ceder as Boys, e mostrar poder e pulso forte, não cair no ridículo de defender o que jamais terá defesa, não há amigos nos governos, mas sim competência e confiança. ACABOU POR SER IGUAL AOS OUTROS
  • Antonio Almeida
    10 ago, 2016 V.N. de Gaia 15:49
    Sr. Costa os portugueses merecem mais respeito da parte do seu governo e do sr.também.
  • Americo
    10 ago, 2016 Leiria 14:53
    Lamentavelmente, não é? Se os secretários de estado ficam inibidos de tratar assuntos com a Galp, empresa essa com um maior de assuntos a tratar com o governo, eu pergunto, o que é que os srs. secretários de estado ficam lá a fazer? Ou continuam a tratar dos assuntos da Galp, à margem da lei ? "Tendo suscitado dúvidas na opinião pública, os senhores secretários de Estado fizeram questão de assegurar o reembolso de quaisquer despesas em que o patrocinador tenha incorrido por motivo da sua participação nessa iniciativa de apoio público. Ao fazê-lo, do ponto de vista do Governo, o caso fica encerrado", afirmou. Pois que fique bem claro a ética e os valores que este sr. O histórico fala por si. Que o diga António José Seguro. Este sr. Costa, pode saber muito de politica, mas de valores, tenho dúvidas.
  • graciano
    10 ago, 2016 alemanha 12:20
    pois claro caso encerrado entao vamos la ver esses senhores sao ou nao sao socialistas se sao nao devem ser punidos porque o que se passou foi um acto de socialismo nada mais viva a desmocracia xocialista

Destaques V+