Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Ataque informático

Baby TV foi "invadida" por propaganda russa

03 abr, 2024 - 22:00 • Daniela Espírito Santo , Miguel Marques Ribeiro

A Baby TV difundiu durante alguns segundos imagens do exército russo e de propaganda à federação russa. Alguns pais alertaram para a situação no fórum de uma operadora que bloqueou os conteúdos na box.

A+ / A-

O Baby TV foi vítima de um ciberataque com propaganda russa na passada quinta-feira.

Eram cerca das 11h28 da manhã quando, durante alguns segundos, o canal que produz conteúdos para a crianças com idades até quatro anos de idade transmitiu imagens do exército russo e da federação liderada por Vladimir Putin, como o lançamento de um foguetão e registos da cerimónia de abertura dos jogos olímpicos de Sochi, em 2014.

O Baby TV é um canal pertencente à The Walt Disney Company, Ltd, uma das maiores empresas de media do mundo.

No entanto, segundo apurou o SAPO Mag, o ataque terá afetado vários canais e visou o funcionamento de uma das maiores operadoras de satélites do mundo, a EUTELSAT.

Pais queixam-se em fórum de operadora

Em Portugal, a intervenção dos piratas informáticos não passou despercebida. Alguns pais notaram a interferência na emissão e no fórum da NOS houve quem se queixasse.

“Do nada, começou a dar um vídeo de propaganda russa”, afirmou um participante numa publicação realizada na quinta-feira (28). "Tmoreira" admite que achou o acontecimento “bastante estranho e perigoso e que deveria ser analisado para o caso de ser uma situação recorrente”.

O cliente partilhou links com filmagens que fez dos conteúdos difundidos. A sua publicação, intitulada “Baby TV com vídeo de propaganda russa” teve mais de 500 visualizações e vários comentários de outros clientes.

Outra utilizadora, "DeciaLopes" confirmou o sucedido: “Também aconteceu cá em casa de manhã, eu fiquei parva com aquilo , as minhas filhas estavam a ver o canal de manhã e comecei a ouvir aquela música horrível e percebi que era sobre a Rússia … achei aquilo tão estanho...”, descreveu.

Responsabilidade dos conteúdos é do canal

A NOS respondeu aos comentários do fórum, descartando responsabilidades na anomalia.

“A programação de cada canal é da responsabilidade do mesmo, sendo a NOS alheia a qualquer decisão sobre os conteúdos ou horários de programas a serem transmitidos”.

Os gestores de comunidade da NOS garantem já ter dado encaminhado as queixas apresentadas. "As interferências já foram reportadas às autoridades pelos responsáveis da transmissão do canal, encontrando-se o tema em investigação”.

Os técnicos acrescentam ainda que “a visualização destes conteúdos, na nossa grelha de programação, já foi bloqueada”. Ou seja, quem recuar na box da NOS até ao dia e hora em que o alegado ataque cibernético foi efetuado não vai poder ver o conteúdo.

A Renascença tentou obter declarações junto da EUTELSAT, da The Walt Disney Company, Ltd e do canal Baby TV, mas até ao momento não obteve resposta.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+