A+ / A-

Rabo de Peixe. Prisão preventiva para dois suspeitos de rede familiar de tráfico de droga

01 abr, 2024 - 14:48 • Lusa

A detenção dos quatro homens, com idades entre os 19 e os 48 anos, foi "o culminar de vários meses de investigação" que permitiu "desmantelar uma rede familiar de tráfico de estupefacientes".

A+ / A-

Dois homens ficaram em prisão preventiva e outros dois com obrigação de apresentações períodicas diárias às autoridades, na sequência de uma operação que desmantelou uma rede familiar de tráfico de droga em Rabo de Peixe, Açores, foi anunciado esta segunda-feira.

Segundo o Comando Regional da Polícia de Segurança Pública (PSP) dos Açores, a detenção dos quatro homens, com idades entre os 19 e os 48 anos, foi "o culminar de vários meses de investigação" que permitiu "desmantelar uma rede familiar de tráfico de estupefacientes" que atuava, essencialmente, na zona piscatória da vila de Rabo de Peixe, na ilha de São Miguel.

Na operação policial de "grande envergadura", que permitiu a realização de uma busca domiciliária e várias buscas não domiciliárias, a PSP apreendeu mais de 256 doses de produto indeterminado, suspeitando as autoridades que se trata de droga sintética, mais de 12 doses de heroína, uma balança de precisão, sete telemóveis, vários recortes e sacos doseadores, utensílios usados no doseamento de droga e 881 euros em notas e moedas.

Após presentes a primeiro interrogatório judicial, dois dos detidos ficaram com a medida de coação "mais gravosa de prisão preventiva" e os restantes com "apresentações periódicas diárias perante as autoridades", segundo adianta a PSP em comunicado.

Na operação colaboraram com a Brigada de Investigação Criminal de Rabo de Peixe da PSP as esquadras de Investigação Criminal de Ponta Delgada e de Intervenção e Fiscalização Policial, a Força Destacada da Unidade Especial de Polícia, com uma Equipa Operacional Cinotécnica, e a Brigada de Investigação Criminal (BIC) da Ribeira Grande.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+