Tempo
|
A+ / A-

Repsol abre investigação para apurar causas do acidente com dois mortos em Sines

12 fev, 2024 - 19:38 • Lusa

Os dois trabalhadores "estavam a desmontar uma estrutura e caíram de uma altura de mais de 30 metros".

A+ / A-

A Repsol Polímeros vai abrir uma investigação para averiguar as causas do acidente que vitimou esta segunda-feira dois trabalhadores pertencentes a uma empresa prestadora de serviços no Complexo Industrial de Sines, no distrito de Setúbal.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a empresa lamentou a morte dos dois trabalhadores de 21 e 37 anos, de nacionalidade brasileira, e explicou que ambos pertenciam a uma empresa prestadora de serviços.

De acordo com a Repsol, "o acidente ocorreu durante os trabalhos de desmontagem de um andaime" no complexo fabril, em Sines, às 16h00.

"A Repsol abriu uma investigação para encontrar as causas do acidente", avançou a empresa, acrescentando que está "em contacto permanente com a empresa prestadora de serviços para oferecer todo o seu apoio".

Queda de uma altura superior a 30 metros foi fatal

Fonte da Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) revelou que os dois homens morreram esta segunda-feira num acidente de trabalho na fábrica da Repsol Polímeros, em Sines, ao caírem de "uma altura de mais de 30 metros".

Segundo a mesma fonte, os dois trabalhadores "estavam a desmontar uma estrutura e caíram de uma altura de mais de 30 metros".

A ACT já mobilizou para o local uma equipa de inspetores para proceder às necessárias averiguações e apuramento das causas do acidente, segundo a fonte.

Contactada pela Lusa, fonte do Comando Territorial de Setúbal da GNR revelou que as vítimas tinham 21 e 37 anos, sendo ambas de nacionalidade brasileira.

Fonte do Comando Sub-Regional de Emergência e Proteção Civil do Alentejo Litoral indicou que foi dado aos bombeiros, às 16h29, o alerta para uma queda de estruturas temporárias ou móveis.

Tratou-se "da queda de um andaime na fábrica da Repsol Polímeros, com duas vítimas", disse o comando sub-regional, escusando-se a fornecer outros pormenores.

Para o local foram mobilizados 13 operacionais, apoiados por seis veículos, entre meios dos bombeiros, GNR e Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+