A+ / A-

Professores anunciam novas ações de luta após greve por distritos com 80% de adesão

12 mai, 2023 - 19:31 • Lusa

A nova ação de luta realiza-se após uma greve por distritos, durante 18 dias, que terminou hoje em Lisboa. De acordo com o balanço feito pelo líder da Fenprof, nos vários distritos, a adesão à greve rondou os 80%.

A+ / A-

A plataforma sindical de professores vai voltar a percorrer o país a partir de 22 de maio numa nova ação de luta após a greve por distritos, que terminou hoje com 80% de adesão em Lisboa.

A "caravana de professores" anunciada hoje pelo secretário-geral da Federação Nacional dos Professores, em nome da plataforma de nove organizações, vai percorrer o país de norte a sul durante sete dias pela Estrada Nacional (EN) 2, partindo de Chaves até Faro.

"Vamos percorrer, pela EN2, todas as localidades, com contactos com a população, plenários nas escolas, levando até Faro esta luta", disse Mário Nogueira em declarações aos jornalistas, no final de uma concentração na praça do Rossio, em Lisboa, que juntou cerca de uma centena de professores.

A nova ação de luta realiza-se após uma greve por distritos, durante 18 dias, que terminou hoje em Lisboa. De acordo com o balanço feito pelo líder da Fenprof, nos vários distritos, a adesão à greve rondou os 80%.

 .

MYCA // ZO.

Lusa/Fim.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Cidadao
    13 mai, 2023 Lisboa 12:29
    Mais uma fantochada a caminho, ao nível das fantochadas como a "greve por distritos", que a Fenprof lança sistematicamente, para manter os professores entretidos a pensar que estão a "lutar" quando estão é a ser ludibriados. Que raio é que uma excursão pela EN2 vai fazer pela causa dos professores!? Em vez de utilizarem o dinheiro dessa excursão para contratar um escritório de advogados, daqueles pagos a peso de ouro mas que apresentam resultados, para levar o governo a Tribunal por as regras serem diferentes entre professores dos Açores e Madeira e os do Continente, fazem excursões e "greves" que de greve só têm o nome: aquilo da "greve" com 80% de adesão, não foi uma greve, foi uma fantochada com serviços mínimos já incluídos, destinada apenas a "dar a tarde livre" para os professores que dão aulas à tarde, poderem ir para as manifestações da Fenprof, sem terem falta. Luta a fingir, como é costume na Fenprof, e que anda a contagiar o STOP. Por isso os professores estão a perder a Luta, e este estrebuchar de alguns sindicatos, são as direções dos mesmos a perceber o desencanto e a frustração dos professores, e a temer uma debandada de associados com desvinculações em bárdea.

Destaques V+