Tempo
|
A+ / A-

O valor mais baixo em 17 anos: 195 mil pessoas recebem Rendimento Social de Inserção

14 mar, 2023 - 09:52 • Cristina Nascimento

Açores e Porto são os distritos onde mais baixou o pagamento deste apoio social. Um terço é pago a crianças.

A+ / A-

Há mais de 195 mil pessoas (195.545) a receber o Rendimento Social de Inserção (RSI). É o valor mais baixo desde 2006. A notícia é avançada na edição desta terça-feira do “Jornal de Notícias”.

De acordo com o jornal, a redução do número de beneficiários deve-se à subida dos rendimentos mais baixos por via do aumento do salário mínimo, do emprego e de outros apoios sociais.

Ainda segundo a publicação, outra justificação pode estar relacionada com o facto do valor de referência do RSI se manter inalterado nos 189,66 euros, nos últimos três anos, o que significa que quem tem rendimentos médios acima deste valor deixou de poder receber o RSI. Este valor vai, entretanto, ser agora atualizado para os 209,11 euros.

De notar ainda que um terço dos beneficiários são crianças e 53% são mulheres. Olhando por agregados familiares, são 94.803 famílias a beneficiar deste apoio.

Numa análise distrital, os Açores e o Porto foram os distritos onde mais recuou o número de beneficiários. No total, houve 12 distritos que perderam beneficiários e oito registaram subidas.

Na reação a estes números, a ministra do Trabalho e da Segurança Social relaciona o número de beneficiários com "a própria evolução da situação da taxa de desemprego que tem diminuído". Ana Mendes Godinho lembra que no início de 2023 foi aprovado um aumento "em cerca de 10% do valor da prestação do RSI com esta preocupação de reforçar os apoios relativamente às pessoas que estão em situação mais vulnerável".

A ministra assegura também que o Governo estará "sempre aqui para acompanhar as situações e procurando também responder sempre às pessoas mais vulneráveis, que é também a nossa missão".

[notícia atualizada às 12h27]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+