Tempo
|
A+ / A-

Eduardo Vítor Rodrigues

Saúde mental não é "problema individual, é questão social que importa discutir e abordar como tal"

28 nov, 2022 - 09:06 • Marta Pedreira Mixão

Para o autarca de Vila Nova de Gaia, o município tem a responsabilidade de dar resposta ao problema.

A+ / A-

Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da Câmara de Gaia, na conferência “A saúde mental no pós-pandemia. Estigma e combate”, a decorrer no Auditório da Assembleia Municipal de Gaia, relembrou que a saúde mental não é "um problema individual", mas uma "questão social que importa discutir". O autarca reiterou que, por isso, a câmara de Gaia assumiu este debate.

“Aquilo que nos assistimos hoje em múltiplos contextos sociais, desde as escolas às instituições sociais, onde pessoas de todas as faixas etárias sentem o problema, é que a pandemia nos deixou este legado."

Eduardo Vítor Rodrigues referiu ainda que a autarquia está na "fase final" do "plano municipal de apoio à saúde mental", o que segundo refere, significa que a autarquia entende "também que nas mais diversas estruturas do Estado ou da sociedade organizada temos mesmo responsabilidades concretas". "Cada um tem as suas responsabilidades”, acrescenta, salientando que por isso o município tem a responsabilidade de dar resposta ao problema.

“Se o município de Gaia, pela sua escala sente o problema, o município tem responsabilidade de dar resposta ao problema e é por isso que uma parte significativa do nosso programa de candidaturas ao fundo PRR comunidades desfavorecidas – área metropolitana do porto diz respeito a esta temática”, assegurou.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+