Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Serviços prisionais. Aberto inquérito a acidente com arma que atingiu formando

25 nov, 2022 - 13:16 • Liliana Monteiro

A Direção-Geral das Prisões confirma o incidente no decorrer de uma formação. O guarda prisional perdeu um dedo mas já teve alta hospitalar.

A+ / A-

O guarda ficou com ferimentos, terá mesmo perdido um dedo, mas já teve alta hospitalar.

A Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP) anunciou esta sexta-feira a abertura de um processo de averiguações a um incidente com uma arma de fogo durante um curso de formação de guardas prisionais que pretendem ingressar noGrupo de Intervenção e Segurança Prisional (GISP).

O caso foi denunciado por Júlio Rebelo, do Sindicato Independente do Corpo da Guarda Prisional.

"O acidente ocorreu quando numa ação de formação antimotim num disparo de uma arma um dos elementos ficou gravemente ferido numa das mãos”, no decorrer de “uma formação muito específica, mas normal”, indicou o responsável.

Júlio Rebelo lembra que “quem mexe com armas de fogo, sabe que os acidentes podem acontecer de um momento para o outro”, daí, prossegue, “as regras muito rígidas no manuseamento das mesmas."

Entretanto, a Direção-Geral das Prisões confirma que o incidente aconteceu com uma caçadeira munida com pólvora seca.

O guarda ficou com ferimentos, terá mesmo perdido um dedo, mas já teve alta hospitalar.

O curso prossegue, sem suspensão, apesar do incidente. É frequentado por 35 formandos e tem o fim previsto para fevereiro de 2023.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+