Tempo
|
A+ / A-

Madeira

Cancelamento de 360 voos da TAP é um "desastre", avisa Miguel Albuquerque

23 nov, 2022 - 21:31 • Lusa

Presidente do Governo Regional da Madeira ressalva que, "felizmente, a região tem 34 companhias em operação e 90 rotas".

A+ / A-

O presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, considera que o cancelamento de 360 voos da TAP nos dias 8 e 9 de dezembro, alguns dos quais para a região, é um “desastre” para a companhia.

Questionado pelos jornalistas sobre a greve da TAP e o cancelamento de 360 voos em 08 e 09 de dezembro, que afetará também a Madeira, o chefe do executivo madeirense disse que, felizmente, a região tem 34 companhias em operação e 90 rotas.

“Temos companhias que podem suprir esta situação da TAP, que é muito constrangedora. Numa altura em que nós precisamos de ter a companhia nacional com condições de operacionalidade, numa época alta, com grande afluência de turistas e de locais, a situação de cancelamentos […] é um desastre para a companhia”, afirmou.

Miguel Albuquerque falava à margem de uma ação de promoção da gamba da Madeira, que decorreu num restaurante na baixa do Funchal.

“Isto é o país que temos e a gestão que nós temos. Nada funciona. O SEF [Serviço de Estrangeiros e Fronteiras] não funciona, a TAP não funciona”, criticou.

O presidente do Governo da Madeira, de coligação PSD/CDS-PP, acrescentou que a Ryanair, “a tal companhia que muitos diziam que não prestava”, oferece 355 mil lugares por ano para o Funchal e “os voos têm uma taxa de ocupação média de quase 92% e dá lucro”.

“É a diferença”, concluiu Miguel Albuquerque.

A presidente executiva da TAP, Christine Ourmières-Widener, anunciou hoje que a companhia vai cancelar 360 voos em 08 e 09 de dezembro, dias da greve de tripulantes de cabine, afetando cerca de 50.000 passageiros e provocando uma perda de oito milhões de euros em receitas.

"[O sindicato] decidiu manter a assembleia no dia 06 de dezembro, dois dias antes da greve. [...] Qualquer que seja a decisão do sindicato, e por causa da dimensão da TAP, será tarde para fazer algo devidamente organizado. Por isso, tomámos a decisão de cancelar 360 voos”, disse, em conferência de imprensa.

Os tripulantes da TAP vão avançar com uma greve nos dias 08 e 09 de dezembro, convocada pelo Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC), apontando como motivos o “descontentamento, revolta e mal-estar” entre os trabalhadores.

A TAP e os sindicatos encontram-se em negociações para a revisão do Acordo de Empresa (AE), no âmbito do plano de reestruturação.

A companhia propõe cortes nos salários e flexibilização de horários, entre outras medidas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+