Tempo
|
A+ / A-

Exercício “A Terra Treme” testa portugueses em caso de sismo

09 nov, 2022 - 07:37 • Lusa

Ação, que promove três gestos que podem fazer a diferença (baixar, proteger e aguardar), desenrola-se durante um minuto.

A+ / A-

A Proteção Civil promove às 11h09, desta quarta-feira, o exercício público de preparação para o risco sísmico, uma ação que dura um minuto e compreende a realização de três gestos: baixar, proteger e aguardar.

O exercício, denominado "A Terra Treme", é organizado todos os anos pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), em colaboração com diversas entidades públicas e privadas, e visa capacitar a população a saber como agir em caso de sismo.

A ANEPC pretende com esta iniciativa dar a conhecer à população o que deve fazer antes, durante e depois de um sismo, nomeadamente quais as medidas preventivas e os comportamentos de autoproteção a adotar.

Segundo a ANEPC, o exercício compreende a realização de "três gestos simples que podem fazer a diferença a quem os praticar perante a ocorrência de um sismo".

A Proteção Civil refere ainda que a ação desenrola-se durante um minuto, no qual os participantes, a título individual ou coletivo (famílias, escolas, empresas, instituições públicas, privadas ou associativas), são convidados a executar os três gestos de autoproteção: baixar, proteger e aguardar.

Em todo o país, os Comandos Regionais de Emergência e Proteção Civil (CREPC) e os Comandos Distritais de Operações de Socorro (CDOS) da ANEPC vão, em parceria com as comunidades educativas locais, corpos de bombeiros, serviços municipais de proteção civil e os demais agentes de proteção civil, promover ações de sensibilização sobre a temática do risco sísmico e as medidas de autoproteção.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+