Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

"Hackers" publicam dados pessoais de 1,5 milhões de clientes da TAP

20 set, 2022 - 00:22 • Redação

Numa mensagem na Dark Web, os piratas dizem que continuam a ter acesso aos sistemas informáticos da TAP.

A+ / A-

O grupo de hackers Ragnar Locker publicou dados pessoais de 1,5 milhões de clientes da TAP. O documento com 581 gigabytes de informação foi publicado online na Dark Web, esta segunda-feira.

Nessa mensagem, os piratas dizem que continuam a ter acesso aos sistemas informáticos da TAP.

Além das tabelas com moradas, números de telefone e nomes de clientes, a fuga de dados apresenta documentos de identificação de pessoas que aparentam ser profissionais ou parceiros da TAP, bem como acordos confidenciais com várias empresas e relações com outras companhias de aviação, confirmou o Expresso, depois de aceder aos ficheiros.

Ao jornal, a empresa apenas diz que "a intrusão foi contida numa fase inicial, antes de provocar danos nos processos operacionais. As operações da TAP estão a decorrer com normalidade”.

Há mais de uma semana, os hackers já tinham publicado dados de 115 mil clientes, tendo ameaçado na altura fazer uma fuga de informação maior, se não fosse pago o resgate.

Segundo o Expresso, a companhia aérea portuguesa não terá cedido à chantagem do grupo de piratas.

O que se sabe sobre o Ragnar Locker? É um grupo de cibercriminosos especializado neste tipo de ataques informáticos a grandes empresas, com o objetivo de obter resgates.

Foi o mesmo grupo que atacou a EDP há cerca de dois anos e meio e, na altura, pediu um resgate de 10 milhões de euros que a empresa sempre negou ter pago.

Eles infetam os sistemas informáticos com um tipo de aplicação maliciosa - o chamado ramsomware - que encripta e sequestra os dados das vítimas e procuram depois cobrar resgates, normalmente em criptomoedas, para dificultar serem detetados.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+