Tempo
|
A+ / A-

Prisão preventiva para suspeito de balear criança no Almada Fórum

14 set, 2022 - 14:41 • Lusa

Suspeito está indiciado por seis tentativas de homicídio.

A+ / A-

O homem suspeito de atingir a tiro uma criança no centro comercial Almada Fórum, no sábado, ficou em prisão preventiva e está indiciado por seis tentativas de homicídio, anunciou hoje a Procuradoria da República da Comarca de Lisboa.

A medida de coação, a mais grave prevista na lei, foi aplicada após o primeiro interrogatório judicial, que decorreu na terça-feira, refere a nota divulgada no "site" da comarca, indicando que o processo está em segredo de justiça.

"Os factos indiciam que [...] o arguido, ao cruzar-se com um casal acompanhado dos filhos, trocou palavras e provocações. De seguida, o arguido, munido de uma arma de fogo, seguiu o casal e, após nova troca de palavras, retirou a arma da bolsa e disparou-a pelo menos duas vezes, tendo uma das balas atingido uma menor", descreve o comunicado.

No sábado, fonte da PSP tinha já indicado que uma menina de 05 anos tinha sido atingida no joelho, pelo que foi transportada para o Hospital Garcia de Orta, também no concelho de Almada (distrito de Setúbal) pelas 22h00.

Após os disparos, diz a Procuradoria da República da Comarca de Lisboa, o homem "colocou-se em fuga, tendo sido mais tarde intercetado pela PSP".

Além de estarem em causa seis crimes de homicídio qualificado na forma tentada, o arguido está indiciado de um crime de detenção de arma proibida.

O Ministério Público de Almada, do Departamento de Investigação e Ação Penal da Comarca de Lisboa, prossegue com a investigação, coadjuvado pela Polícia Judiciária.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+