Tempo
|
A+ / A-

Homem detido após tiros e perseguição a "alta velocidade" pelas ruas de Castelo Branco

04 set, 2022 - 09:34 • Inês Braga Sampaio

O suspeito encontra-se detido e sob custódia policial no hospital, depois de ter ameaçado matar polícias. Familiares e amigos agrediram agentes da PSP que acudiram ao local.

A+ / A-

Um homem foi detido, na madrugada deste domingo, após tiroteio e perseguição a alta velocidade pelas ruas de Castelo Branco, segundo informou o comando distrital da Polícia de Segurança Pública (PSP).

Em comunicado, a PSP conta que, por volta das 4h00, foi chamada a acudir a uma "situação de desordem junto a um estabelecimento de diversão noturna", com arma de fogo envolvida. Ao chegar ao local, os agentes ouviram "claramente" o som de disparos, antes de verem a viatura do autor "a abandonar o local em grande velocidade".

Um carro patrulha encetou a perseguição ao veículo suspeito, cujo condutor "nunca acatou as ordens" para parar, "continuando a fugir em alta velocidade". Só parou quando chegou junto do bairro onde residia, tendo mesmo chegado a embater numa viatura lá estacionada.

O condutor saiu da viatura, "empunhando uma arma de fogo longa", e apontou-a "inequivocamente" aos polícias, ameaçando matá-los.

"Perante a ameaça em execução, com capacidade letal, um dos polícias procedeu ao recurso efetivo a arma de fogo contra o agressor, executando um disparo na sua direção, de forma a fazer cessar a ameaça atual e ilícita, atingindo o agressor na zona do tronco", relata a PSP.

Entretanto, familiares e amigos do suspeito aproximaram-se do local, alertados pelo "alarido", dificultando a detenção do suspeito. Alguns deles agrediram os polícias "com objetos contundentes", segundo a PSP.

A PSP chamou meios de socorro médico ao local, de acordo com o comunicado, no entanto, "contra todas as ordens dadas", os familiares e amigos do suspeito conseguiram tirá-lo das mãos dos polícias e levá-lo para o hospital antes que a ambulância chegasse. Algo que não valeu de muito, dado que a PSP foi simplesmente forçada a mudar o local da detenção: o agressor encontra-se, agora, detido e sob custódia policial no hospital, "sob cuidados médicos e em situação estável".

Já arma usada pelo suspeito foi apreendida, bem como três invólucros de calibre, e a PSP reforçou o dispositivo naquela área de Castelo Branco, "para evitar quaisquer potenciais situações de desordem pública".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Drako
    05 set, 2022 Lisboa 16:04
    Viva o RSI, O IGAI só investiga atuação da PSP após perseguição em Castelo Branco, será que quando verificar que a atuação foi licita, o mesmo irá processar os outros intervenientes????? ou o IGAI só serve para punir as acções das policias??? Será isto isenção???? É Portugal no seu melhor!!!!

Destaques V+